quinta-feira, 19 de julho de 2018

Trabalho Educativo recicla e monta espantalhos



Os educandos do Trabalho Educativo Artesanato juntamente com a Educadora Andréa Fadini confeccionaram espantalhos com o reaproveitamento calças jeans. O corpo do espantalho foi feito com as pernas das calças, onde os educandos colaram os bolsas para um detalhe especial. Para o restante, utilizaram moldes para marcar, recortar, casear e encher com plumante, finalizando decorando com palha.  


O objetivo da educadora foi mostrar que ao transformar o que não serve mais para alguém podemos reaproveitar em um artesanato.



Dinâmica envolvente no Trabalho Educativo Informática


Na terceira semana de julho, as turmas do Trabalho Educativo Informática participaram de uma dinâmica com a educadora Thais Rocha.Nessa atividade, uma das propostas da educadora foi apontar metas de qualidade que ajudam o aluno a enfrentar o mundo atual, onde através de perguntas instigou questões que envolvessem os estudos escolares, o mundo virtual, a sexualidade, drogas, preconceito, discriminação, segurança pública, acidentes, perdas, festas e temas que apontassem a segurança e saúde com relação às situações mais vulneráveis já comentadas por eles.


A educadora, em suas aulas, aborda os temas transversais que correspondem a questões importantes e urgentes do cotidiano para a compreensão e a construção da realidade social, contribuindo de forma essencial na formação da cidadania.
A educadora Thais reforça que ao término da dinâmica houve promoção da responsabilidade social, de forma que incentive o protagonismo para articular ações de conscientização sobre segurança e saúde de todos.


A matemática em nosso cotidiano



 Nos dias 18 e 19 de julho, os educandos das turmas M1 e T1 do Projeto Educação Integral – Saberes da Esperança, auxiliados pela educadora Graziella Fagan, trabalharam o conceito de classificação, seriação e correspondência bem como a utilização dos mesmos em nosso cotidiano.



Construindo um cenário em que podemos nos perceber dentro dele, a proposta teve como objetivo propiciar aos beneficiários o entendimento de classificar por um ou mais atributos, promovendo a memorização das sequencias numéricas dentro de um ambiente lúdico e interativo, aonde fomentamos a troca de conhecimento tanto quanto fortalecemos nossos vínculos de maneira divertida e espontânea.

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Educação Integral desenvolvendo diversas formas de comunicação.


Dentro do tema proposto para o mês de julho, os educandos da Educação Integral - Saberes da Esperança estão trabalhando na oficina de informática como o educador Rafael Moreira a comunicação.


Foi trabalhado dentro da oficina diversas formas de se comunicar, como a comunicação não-verbal usando cartazes como meio de se manifestar pedindo algo ou até mesmo informando um acontecimento.


Segundo o educador, saber estabelecer uma boa comunicação é fundamental conhecer todas as formas de se comunicação. “Nessa atividade procurei trazer para os nossos educandos dois motivos muito simples. O primeiro é como encontramos dificuldades na expressão facial. 


Já o segundo motivo são os cartazes que servem como posts nas redes sociais. É preciso ter cuidado com o que se pública e o que se expõe”, explica Rafael.
A educanda Thassia Thalia destaca “eu aprendi que mesmo sem dizer uma palavra nós podemos dizer muito por meio dos gestos e das nossas atitudes. 

Só vou levantar um cartaz por algo que eu acredito. O educando Guilherme Ore salienta: “as vezes eu faço umas caretas e ai as pessoas vão pensar que eu estou debochando e as vezes eu estou sério e ai parece que estou triste. As nossas expressões precisam combinar com os lugares que estamos”.

Pratos típicos de culinária festiva são temas práticos no Calábria


No mês de julho, educandos dos projetos sociais do Calábria colabraoram com a produção de diversas receitas para participar da Festa Julina do Calábria, que foi realizada no último dia 14.


Com leitura dos livros de culinária, o educador Jorge Ortis conduziu a turma para produzir massa folhada, salsicha empanada no palito, doce de ambrosia, pinhão cozido, amendoim crocante, quentão de suco de gengibre, maçã do amor e pão de metro.
A atividade também contou com o corte de taquaras para a construção e enfeite das barraquinhas de brincadeiras onde seria realizada a exposição e vendas dos produtos durante o evento.


Conforme o educador Jorge, foi um bom momento de fomentar o trabalho em equipe na qual os educandos aprenderam que ninguém faz nada sozinho e de que é importante trabalhar em conjunto e ter consciência do valor da contribuição do outro faz toda a diferença na construção dos resultados.


Trabalho Educativo Artesanato produz painel para festa julina do Calábria


Neste mês, os educandos do Trabalho Educativo Artesanato produziram um painel para a festa julina do Calábria. O evento aconteceu no último dia 14 e contou com a presença de pais e responsáveis dos educandos atendidos nos projetos sociais.


Os jovens montaram a peça decorativa utilizando fitas de cetim coloridas, fuxicos, viés e para finalizar colaram n centro uma pomba da paz de feltro. O objetivo da educadora foi resgatar e valorizar a festa tradicional de São João.


segunda-feira, 16 de julho de 2018

Prova prática na mercenária do Calábria testa conhecimento dos educandos



Com supervisão do educador Luiz Carlos Dembinski, os educandos do curso de marcenaria M2 do Calábria realizaram um teste prático de habilidade a partir da produção de um balcão de pia. O conteúdo fez parte da prova final do semestre.

 

O desafio foi realizado no mês de julho. Os materiais para a produção da peça são frutos de doação da empresa Madesa. Os educandos e educador selecionaram os diversos materiais até chegar ao consenso de qual seria a peça a ser produzida. “Aprender a montar móveis fornecidos pela indústria moveleira é essencial para interpretar projetos e adquirir conhecimento de sistemas de montagem diferenciados”, defende Dembinski.

Doce Mil Folhas adoça atividade na padaria do Calábria


No mês de julho, os alunos do curso de Padaria e Confeitaria (manhã) intensificaram algumas técnicas adquiridas no decorrer do curso através da produção de doces tradicionais na confeitaria mundial. Acompanhados pela educadora Cristina Balbueno, produziram o famoso mil folhas, que surgiu na França.


O doce é composto originalmente por três camadas de massa folhada intercalada com creme e coberta com açúcar de confeiteiro e atualmente é encontrado em muitas outras versões, que foram criadas ao longo do tempo em muitos países diferentes. 
No Brasil, também existem variações nos sabores, sendo mais tradicional o mil folhas de creme de baunilha coberto com açúcar de confeiteiro.


Na atividade foram produzidas duas versões: o mil folhas tradicional de creme e outro no sabor nata com doce de leite, coberto com açúcar de confeiteiro e especiarias. “Foi visível o contentamento das alunas formandas Julia e Eduarda com o resultado final da receita”, destaca a educadora da turma.




Educandos da Padaria produzem receitas da confeitaria salgada


Durante o mês de julho, os formandos do Curso de Padaria e Confeitaria (manhã), acompanhados pela educadora Cristina Balbueno, produziram algumas receitas relacionadas à confeitaria salgada.


O conteúdo foi explorado através da produção de torta fria, que pode ser aplicada técnicas de decorações semelhantes à confeitaria doce.


A torta fria chama atenção pelo seu visual colorido e está presente em datas comemorativas ou nas refeições familiares dos brasileiros. 


sexta-feira, 13 de julho de 2018

Reflexão sobre pessoas que inspiram no Design Multimídia


Na formação com a Pastoral deste mês, os educandos do curso de Design Multimídia puderam refletir sobre os exemplos que recebem das pessoas que eles admiram. Numa dinâmica de mímica, tiveram que escolher personalidades famosas e encenar para os demais colegas adivinharem quem era o famoso referido no gestual. Artores, cantores, jogadores de futebol e outras pessoas foram retratadas na atividade.


A ação foi realizada no intuito de aguçar o pensamento crítico sobre de que forma somos influenciados pelas ações de outras pessoas e se estas personalidades têm a consciência de atuar em favor do próximo. Para auxiliar na reflexão também foi apresentado o videoclipe do músico Fabio Brazza, que traz diversos elementos sobre as questões mundiais da atualidade como desmatamento, violência, desigualdade social e o distanciamento que a tecnologia pode gerar para o convívio social.


Outra atividade realizada na formação foi o estudo sobre a vida de outras personalidades históricas que atuavam pelo bem comum, pela caridade e contra a desigualdade social. As vidas de Martin Luther King, Irmã Dorothy, Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela e São João Calábria foram encenadas pelos educandos, que trouxeram elementos das trajetórias de lutas destas personalidades que fizeram história em suas atuações.