segunda-feira, 16 de julho de 2018

Prova prática na mercenária do Calábria testa conhecimento dos educandos



Com supervisão do educador Luiz Carlos Dembinski, os educandos do curso de marcenaria M2 do Calábria realizaram um teste prático de habilidade a partir da produção de um balcão de pia. O conteúdo fez parte da prova final do semestre.

 

O desafio foi realizado no mês de julho. Os materiais para a produção da peça são frutos de doação da empresa Madesa. Os educandos e educador selecionaram os diversos materiais até chegar ao consenso de qual seria a peça a ser produzida. “Aprender a montar móveis fornecidos pela indústria moveleira é essencial para interpretar projetos e adquirir conhecimento de sistemas de montagem diferenciados”, defende Dembinski.

Doce Mil Folhas adoça atividade na padaria do Calábria


No mês de julho, os alunos do curso de Padaria e Confeitaria (manhã) intensificaram algumas técnicas adquiridas no decorrer do curso através da produção de doces tradicionais na confeitaria mundial. Acompanhados pela educadora Cristina Balbueno, produziram o famoso mil folhas, que surgiu na França.


O doce é composto originalmente por três camadas de massa folhada intercalada com creme e coberta com açúcar de confeiteiro e atualmente é encontrado em muitas outras versões, que foram criadas ao longo do tempo em muitos países diferentes. 
No Brasil, também existem variações nos sabores, sendo mais tradicional o mil folhas de creme de baunilha coberto com açúcar de confeiteiro.


Na atividade foram produzidas duas versões: o mil folhas tradicional de creme e outro no sabor nata com doce de leite, coberto com açúcar de confeiteiro e especiarias. “Foi visível o contentamento das alunas formandas Julia e Eduarda com o resultado final da receita”, destaca a educadora da turma.




Educandos da Padaria produzem receitas da confeitaria salgada


Durante o mês de julho, os formandos do Curso de Padaria e Confeitaria (manhã), acompanhados pela educadora Cristina Balbueno, produziram algumas receitas relacionadas à confeitaria salgada.


O conteúdo foi explorado através da produção de torta fria, que pode ser aplicada técnicas de decorações semelhantes à confeitaria doce.


A torta fria chama atenção pelo seu visual colorido e está presente em datas comemorativas ou nas refeições familiares dos brasileiros. 


sexta-feira, 13 de julho de 2018

Reflexão sobre pessoas que inspiram no Design Multimídia


Na formação com a Pastoral deste mês, os educandos do curso de Design Multimídia puderam refletir sobre os exemplos que recebem das pessoas que eles admiram. Numa dinâmica de mímica, tiveram que escolher personalidades famosas e encenar para os demais colegas adivinharem quem era o famoso referido no gestual. Artores, cantores, jogadores de futebol e outras pessoas foram retratadas na atividade.


A ação foi realizada no intuito de aguçar o pensamento crítico sobre de que forma somos influenciados pelas ações de outras pessoas e se estas personalidades têm a consciência de atuar em favor do próximo. Para auxiliar na reflexão também foi apresentado o videoclipe do músico Fabio Brazza, que traz diversos elementos sobre as questões mundiais da atualidade como desmatamento, violência, desigualdade social e o distanciamento que a tecnologia pode gerar para o convívio social.


Outra atividade realizada na formação foi o estudo sobre a vida de outras personalidades históricas que atuavam pelo bem comum, pela caridade e contra a desigualdade social. As vidas de Martin Luther King, Irmã Dorothy, Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela e São João Calábria foram encenadas pelos educandos, que trouxeram elementos das trajetórias de lutas destas personalidades que fizeram história em suas atuações.

Teoria geral da administração é assunto no curso de Assistente Administrativo do Calábria



Os educandos do curso Assistente Administrativo – Projeto Cyrella iniciaram os trabalhos sobre a TGA - Teoria Geral da Administração - ao qual abordaram os seguintes temas:


Grupo 1: Por que a ciência da administração não funciona de acordo com Peter Drucker e
Grupo 2: Quais as habilidades, papéis e competências de um administrador.


 A turma dividiu-se em dois grupos contemplando o conhecimento de grandes autores.
Segundo a aluna Evelyn Cunha, muitas organizações conhecem as teorias da administração e acabam não colocando as mesmas em prática. 

"Se todas as empresas dessem maior relevância ao desempenho de um conjunto do que a eficiência das partes, as empresas teriam resultados melhores, como por exemplo uma organização focada restritamente no financeiro, pode deixar a desejar na área de RH ou Marketing, muitas vezes acarretando um mal recrutamento de colaboradores ou uma imagem negativa da empresa.

Utilizando da matemática para fortalecer valores e vínculos


Nos dias 11 e 12 de junho, os educandos do Projeto Educação Integral – Saberes da Esperança, que se inscreveram para ajudar na produção da Festa Julina do Centro de Cuidados, confeccionaram crachás supervisionados pela educadora Graziella B. Fagan para se identificarem durante o evento.


A proposta da atividade foi promover o entendimento dos educandos quanto a importância da doação e de semearmos a solidariedade e o olhar para o próximo, neste caso doando nosso tempo para um evento que busca dentro de um ambiente diferenciado e agregador integrar as famílias dos beneficiados, a fim de fortalecer o vínculo entre os mesmos e a Instituição mostrando que todos nós fazemos parte desta linda obra.


Contemplamos o uso da matemática calculando o tamanho exato para a construção dos crachás ao utilizar a unidade de medida de comprimento, as educandas Maria Eduarda Cândido e Anne Luiza Nogueira defenderam que a matemática fica mais prazerosa quando envolvemos um contexto a ela.

Educandos do Calábria criam mural com mandalas


Utilizadas em muitas culturas, as mandalas simbolizam a integração, a harmonia e o Universo em suas dimensões. Além disso, suas formas geométricas podem ser encontradas na natureza, como em flores e em árvores. Refletindo sobre estes valores espirituais tão necessários para o crescimento humano, a educadora Thamires Aragão orientou os educandos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos durante uma atividade repleta de cores, entusiasmo e serenidade.


Músicas, debates, folhas, pinceis, lápis, canetas e tintas foram os ingredientes necessários para que os jovens praticassem este exercício de autoconhecimento. Segundo a educadora: “estas pinturas possuem propriedades relaxantes e exalam energia positiva. Ainda, enquanto as mandalas simbolizam o Universo em sua amplitude, retratando a sua forma externa; a reflexão é o olhar que temos para o mundo que habita em nós mesmos.”
Os traços principais das mandalas representam valores fundamentais a serem seguidos, tais como a compaixão, a simpatia, a tranquilidade e a gentileza.


“Juventude e segurança” é tema nas aulas do trabalho educativo



Na primeira semana de julho, os educandos do Trabalho Educativo Informática, na modalidade módulo básico, auxiliados pela educadora Thais Rocha, abordaram em aulas reflexões e debates sobre “Juventude e segurança”.


Dentre as propostas da educadora, foi introduzido o diálogo com o objetivo de alertar sobre os direitos das crianças e adolescentes, prevenção e enfrentamento das diversas formas de violência e segurança pública.


A educadora iniciou a proposta realizando a reflexão de que os jovens são considerados um grupo social vulnerável em termos de dificuldades de acesso ao emprego e a cidadania, quanto em termos de vitimização à violência. Também realizou a leitura de um texto que alertava a vulnerabilidade dos jovens, os maus-tratos e contato prematuros com drogas, desafiava as políticas de segurança e instigava a participação, o protagonismo e a prática da transversalidade para questões importantes e urgentes para a sociedade contemporânea. Logo, distribuiu pequenos textos sobre as temáticas, onde a turma estava dividida em quatro grupos para debater e em seguida compartilhar com o grande grupo.


A educanda Thaina comenta sobre a importância de falar sobre “Juventude e segurança”. “Todos os dias ficamos sabendo ou passamos por situações de insegurança por causa da violência. Com esses momentos de conversas, além de dividirmos nossas angustias, conseguimos pensar de que forma podemos contribuir com ações preventivas para fortaleça os nos promover nos nossos espaços de convívio e também em alguma oportunidade compartilhar ideias de melhorias para as nossas políticas públicas”, comenta.


A educadora, reforça que nesse sentido e de acordo com o que presenciamos de diversas maneiras no dia a dia, é urgente que as políticas de segurança pública concebam mais projetos de inclusão voltadas as jovens e que fortaleçam as instituições de acolhimento. Essa inclusão pode ser contemplada através de inúmeras iniciativas, muitas das quais já estão sendo colocadas em práticas, mas que espera-se mais expansão da garantia de políticas sociais. Pois é preciso fortalecer o vínculo, dando a eles, a esperança de um futuro melhor.


Educandos da Mecânica Automotiva do Calábria pensam sobre empreendedorismo



Na segunda semana de julho, educandos do curso de Mecânica Automotiva do Calábria realizaram a construção de trabalhos sobre empreendedorismo. O momento foi marcado por ideias criativas, animação e um toque de humor.


O colaborador do Calábria Luiz H, presente no momento das apresentações, não conteve risadas e admiração pelos trabalhos. “Trabalhos criativos, engraçados e com uma turma muito animada. Fui fazer fotos e acabei ficando para prestigiar todos os trabalhos”, destaca Luiz.


A educadora da turma explica que é de grande importância para os educandos estudar empreendedorismo e ter o conhecimento sobre o que é, e como ser um empreendedor. Visto que muitas pessoas que montam o seu próprio negócio não possuem conhecimento sobre empreendedorismo e esse pode ser um dos fatores que podem prejudicar o sucesso dos negócios. Nesta aula os educandos aprendem o significado de empreendedorismo, as formas de empreendedorismo, como desenvolver o empreendedorismo e a sua importância.  


Mídias como recurso pedagógico é tema de debate no Calábria



Na primeira semana de julho, colaboradores do Calábria do setor de ensino promoveram momento de formação e debate sobre o uso de mídias digitais como ferramenta pedagógica.
A iniciativa é uma ação para promover formações mensais que abordam diversos temas e que visam qualificar ainda mais o trabalho realizado. Na oportunidade, os colaboradores Luiz Henrique, Andréa Fadini e Elisângela Shirmer falaram sobre os perigos, usos e sugestões de ativides pedagógicas com o uso das principais mídias: Facebook, Instagram, WhatsApp e Linkedin.
“A palestra foi bem produtiva, com bastante dicas e oportunidades para trabalhar com os educandos. O objetivo da palestra foi proporcionar aos participantes um novo olhar, sobre as formas de uso das redes sócias como ferramenta educacional”, comenta Andréa Fadnini, uma das organizadoras da apresentação.