sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Consciência Negra na aula de Letramento

A semana da Consciência Negra (16 à 20/11), trouxe muitos debates, reflexões e interpretações nas aulas de Letramento do programa Cidade Escola. Em uma das atividades, os educandos leram o poema “Ser Negro” de Robélia Aragão, e realizaram uma roda de debates sobre o tema abordado, e após, cada educando fez uma releitura do poema, que poderia ser em forma de escrita ou em desenho.



A educadora do curso Mônica Schmitz, relata que os alunos ficaram muito empolgados com a releitura. Tiveram ideias sensacionais para o trabalho e se descobriu novos poetas em sala de aula. A atividade foi finalizada com a exposição em sala dos trabalhos realizados.



Ser negro...

Ser negro...
Não se resume à questão de pele.
Não se resume `a questão de cabelos crespos.
Ser negro é...
Sentir-se negro num país miscigenado.
Assumir as ruas raízes.
Ser negro é ter...
Coragem.
Atitude.
Ser negro é...
Lutar para ser igual nas diferenças.
Acreditar que não é inferior a ninguém.
Ser negro...
Ter princípios.
Valorizar a beleza.
Ser capaz.
Fazer e acontecer neste país onde as pessoas ainda são influenciadas por ideia pré-concebidas.
Enfim...
Ser negro é “ser humano”!


Robélia Aragão

Fonte: Cidade Escola

Nenhum comentário:

Postar um comentário