sexta-feira, 17 de julho de 2015

Formação dos colaboradores do mês de julho

“A família Calabriana - nossos valores construídos na comunhão e na participação do XI Capítulo Geral”

Concluiu-se nesta terça-feira 14/07, o ciclo de formações dos colaboradores do Calábria, que neste mês contou com o apoio de membros religiosos e leigos da Família Calabriana. O tema proposto pela equipe da Pastoral foi: “A Família Calabriana – nossos valores construídos na comunhão e na participação do XI Capítulo Geral”. 


Na ocasião, cada palestrante deu sua contribuição sobre o tema, enfatizando a importância do Capítulo Geral (encontro entre os religiosos da Congregação que ocorre a cada seis anos), para a vida e a continuação do Carisma de São João Calábria no mundo.


No dia 08/07, Padre Gilberto Bertolini abordou o significado da palavra “Valor”. Mencionou que as pessoas precisam entender que todos estão sujeitos ao erro. Mas que os valores devem se sobressair. Ele trabalhou o tema, trazendo aos colaboradores vídeos que mostram valores que todos têm. Por sermos humanos, independentemente de nossos credos, deveríamos praticar tais valores por princípio.


Já no dia 13/07, a Irmã Jiomara da Costa e a leiga Daiane, ambas em suas abordagens trataram dos temas “valores e família”. Comentaram que o espírito do início da Obra, o qual o fundador pediu para ser vivido, é perceptível constantemente na vida e nos serviços prestados à comunidade pelas Irmãs Pobres Servas da Divina Providência. Irmã Mara (como é conhecida) relatou que São João Calábria ensinava: “Deus é um bom Pai!” Todos os membros desta família devem ser irmãos e devem reconhecer no outro, principalmente nos mais necessitados, esta condição de família, paternidade e confiança na Divina Providência. Porque se Deus é um Bom Pai, Ele haverá de prover o que nos é necessário.


Daiane, em sua participação, deu um testemunho de vida, relatando sobre a importância de ter participado na Itália do pré-capítulo das irmãs. Agradeceu a oportunidade de ter presenciado a fraternidade, hospitalidade e de ter visto que mesmo se encontrando entre pessoas de diversas nacionalidades, todos conviveram como irmãos. A dificuldade com a língua para ela não foi empecilho para viver o clima de fraternidade. 


Relatou também que a energia do lugar onde viveu o fundador, poder tocar nos pertences, nas vestes, no relicário que contém o sangue de São João Calábria foi algo inexplicável. Segundo Daiane, que já amava e servia de todo o coração nesta Obra, hoje ela se sente ainda mais fortalecida e confiante de que a Obra inspirada por Deus a São João Calábria permanece até hoje, porque vive os Valores que o Fundador deixou!


Finalizando as formações, no dia 14/07, Padre Jailton Lino chamou a atenção de todos para o berço dos valores. Afirmou que onde o alicerce fundamental se inicia é na família, ali no aconchego do lar. Nos braços da mãe, durante a amamentação, no convívio com os seus. O sacerdote lembrou: “Temos uma grande missão de paternidade e maternidade, pois trabalhamos com crianças, adolescentes, jovens e idosos em grande vulnerabilidade”. 


Segundo ele, os mais necessitados de valores são os educadores que devem transmitir e ensinar como deve ser e agir um cidadão. Padre Jailton concluiu lembrando: “Antes de sermos cristãos, católicos, judeus, evangélicos, nós devemos ser humanos.


Fonte: Pastoral



Nenhum comentário:

Postar um comentário