quarta-feira, 21 de maio de 2014

Segundo dia da Sipat no Calábria


Nesta terça-feira, 20/05, a Sipat trouxe dois temas de muita importância para a saúde tanto dos educandos quanto dos colaboradores. Pela manhã, Dr. André Horlle, dentista da Unidade Básica de Saúde Calábria, falou sobre “Saúde e Higiene Bucal”, abordando desde doenças mais comuns como cárie, gengivite, tártaro, suas causas e tratamento, até o temido câncer bucal.
Ele aproveitou que este mês acontece a campanha “Maio Vermelho”, promovida pelo Comitê das Entidades Odontológicas (CECO) e Conselho Regional de Odontologia RS (CRO/RS), para alertar sobre o perigo do câncer bucal, que pode ocorrer por fatores genéticos, exposição demasiada ao sol sem proteção e principalmente por causa do consumo de cigarro e bebidas alcoólicas.
Dr. André informou que Porto Alegre é o primeiro lugar no Brasil em número de fumantes e o quinto em consumo de bebidas alcoólicas, lembrando que dia 31 de maio é o dia estadual de luta contra o câncer bucal. Ao final, deu dicas simples de como prevenir a incidência destas doenças.
Já pela parte da tarde, a profissional de educação física do setor de Fisiatria e Reabilitação do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Cíntia Detsch Fonseca, tratou sobre o tema "Postura corporal: Cuide da sua coluna e da sua postura no seu dia a dia".
Com uma abordagem bem-humorada e descontraída, Cíntia demonstrou que a postura corporal é antes de tudo uma forma de comunicação, assim como a expressão facial, o tom de voz, os gestos. Mostrando as diferentes posturas, ela exemplificou: “estar curvado pode comunicar que a pessoa tem uma tendência à depressão, ao passo que estar ereto pode significar que o indivíduo seja alguém otimista”.
Além disso, a postura traduz os hábitos das diferentes culturas; por exemplo, muitos ocidentais não estão acostumados a se sentar no chão, mas no Japão sentar-se no chão é ainda comum em várias situações. E como essa também é uma questão de saúde, Cíntia falou sobre a parte fisiológica da tão temida “má postura”. Ela explicou que não existe uma postura cem por cento correta, mas diferentes tipos de postura que podem evitar lesões, através de hábitos simples no dia a dia, como intervalos curtos, médios e longos durante uma atividade repetitiva para se alongar e até mesmo se desestressar. 
Ela trouxe uma prótese da coluna vertebral e demonstrou como se dá a sobrecarga na coluna, que causa os desvios, bicos de papagaio, hérnias de disco, entre outras doenças da coluna. 
Ao final, para descontrair, ela convidou os presentes a se levantarem e alongarem por alguns minutos e socializarem se os efeitos foram de bem ou mal-estar. Com isso, quis demonstrar que o exercício físico aliado a uma alimentação balanceada são os principais elementos para se manter o corpo e a mente ativos e por consequência uma postura corporal saudável.

Fonte: Cipa

Nenhum comentário:

Postar um comentário