terça-feira, 27 de maio de 2014

DST para os jovens e Ergonomia para os idosos no quarto dia da Sipat

O quarto dia da 14ª Sipat (22/05) trouxe temas dirigidos para dois públicos distintos: DSTs para os jovens e Ergonomia para os idosos.
Na parte da manhã, a enfermeira Deyse Rogério, da Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim das Palmeiras, tratou sobre o tema DST, dentro do projeto “Prevenção também se ensina – conversando sobre algumas DSTs/AIDS”. 
Deyse falou aos jovens de forma clara e objetiva que as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) são transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha com uma pessoa que esteja infectada. As mais conhecidas são gonorreia, sífilis, AIDS, mas também há outras como tricomaníase e candidíase.
Através de imagens, ela demonstrou que as DSTs geralmente se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas, mas que podem não apresentar sintomas inicialmente. Porém, “essas doenças quando não diagnosticadas e tratadas a tempo, podem evoluir para complicações graves, como infertilidades, câncer e até a morte”, ressaltou ela.
Deyse alertou também às meninas, dos 11 aos 13 anos, que ainda não tiveram contato sexual, para que não deixem de fazer a vacina contra o HPV, disponível nos postos de saúde. A vacina previne o aparecimento do câncer de colo do útero, um dos que mais mata mulheres no Brasil e no mundo, e que não se previne nem com o uso de preservativos, pois é altamente contagioso.
Sobre a AIDS/HIV, Deyse falou da diferença entre ter o vírus e ter a doença e também das formas de contaminação, que pode ocorrer pelo compartilhamento de seringas e agulhas, no uso de drogas injetáveis, pelo leite materno, pelo parto normal; e também de não contaminação como o abraço, o beijo, o carinho, salientando que nada disso faz pegar AIDS. A enfermeira enfatizou que o exame e o tratamento das DSTs são gratuitos nos serviços de saúde do SUS – Sistema Único de Saúde.
Já na parte da tarde, a técnica de segurança do trabalho do Calábria, Dayse Pires, falou para os idosos e colaboradores do CDI – Centro Dia do Idoso sobre Ergonomia direcionada para a Terceira Idade. “A ergonomia pode ser entendida como a ciência que estuda a ralação ou a interação entre o homem e o ambiente de trabalho”, explicou.
Com exemplos práticos do dia a dia, a técnica demonstrou o certo e o errado nas posturas mais comuns utilizadas por todos, inclusive pelos idosos, como lavar o rosto, levantar da cama, esticar-se para pegar objetos no armário, entre outros. Dayse respondeu às dúvidas dos presentes, com especial atenção aos idosos. 
A Sipat do Calábria este ano inovou levando as palestras para os atendidos e colaboradores de outras unidades, como CDI e Centro de Cuidados NSF.

Fonte: CIPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário