terça-feira, 20 de novembro de 2018

Calábria realiza acolhida e integração com novos educandos


Este mês, o Calábria realizou a acolhida e integração dos novos educandos. Segundo explica a orientadora educacional Lia Hausen, o Momento de Integração com Novos Educandos (MINE) faz parte do processo pedagógico e social dentro dos projetos do Centro de Cuidados do Calábria e é ministrado mensalmente por Lia Hausen.  
“É um momento de escuta atenta, do sorriso e do aperto de mão onde os novos são recebidos com alegria e descontração, conseguem se expressar dentro das limitações de cada um e ficam a par da instituição como um todo, combinados e regras e perspectivas futuras”, comenta Lia.

  A orientadora educacional destaca, ainda, que a confiança é um edifício difícil de ser construída, fácil de ser demolida e muito difícil de ser reconstruída. “É como diz o ditado, a primeira impressão é a que fica e a família calabriana preza esse momento como um marco importante na inserção e permanência   dos jovens e crianças nos projetos sociais do Calábria. A acolhida aproxima as pessoas e fortalece os laços tão necessários para a boa convivência”, defende.


Educandos realizam avaliação teórica na padaria do Calábria



No mês de novembro, faltando pouco tempo para o término do curso, os educandos da Padaria (tarde) intensificaram os estudos dos conteúdos que compõem o plano de aula.
Orientados pela educadora Cristina Balueno, expandiram seus conhecimentos sobre 


Empreendedorismo e Massas base da Confeitaria, após tomar ciência da importância que os dois conteúdos representam para quem deseja continuar no ramo da alimentação a turma foi submetida a uma avaliação teórica.


Representação dos sentimentos da literatura para a pintura e desenho

Os educandos do Projeto Educação Integral - Saberes da Esperança, junto com a educadora Alana Gonçalves, realizaram entre os dias 12 e 13 de novembro uma atividade de representação de leituras para a pintura.


A educadora separou alguns livros que tinham como tema principal os sentimentos. Cada educando escolheu um livro e fez uma leitura crítica. Após a leitura, escreveram em uma folha qual o sentimento que mais predominava na história e fizeram uma representação através de pinturas e desenhos.


Alana acredita que os educandos, ao desenharem, desenvolvem a auto expressão e atuam de forma afetiva com o mundo, opinando, criticando, sugerindo, através da utilização das cores, formas, tamanhos, símbolos, entre outros.


segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Artesanato do Calábria entra em clima de natal


Os educandos do Trabalho Educativo Artesanato deram início aos trabalhos para Feira de Natal, quando começaram a produzir os pingentes de árvore de natal em EVA.


Através de moldes marcaram, recortaram, colaram e decoraram com muita criatividade. “Com a data se aproximando o espírito Natalino toma conta de nossas aulas”, revela a educadora da turma Andréa Fadini.


O objetivo da atividade é desenvolver a criatividade, a coordenação e para que percebam a importância do Natal.


Dinâmica no Trabalho Educativo do Calábria sobre influências


As turmas do Trabalho Educativo Informática participaram de dinâmicas orientadas pela educadora Thais Rocha sobre o tema “influências”.


A atividade, que aparenta ser simples por utilizar apenas um barbante, tesoura e cadeiras, segundo a educadora, oportunizou uma real reflexão e vivência sobre as influências das ações externas na vida de cada um deles.


Após introdução sobre a temática, a educadora explica que a atividade exige concentração e que primeiramente precisavam ficar em duas colunas de frente, em seguida passar o barbante em zigue-zague aos colegas, mantendo a mesma distância.


Durante as orientações ela fez alguns gestos com a tesoura em sua mão, que com a mesma cortou apenas uma ponta do barbante sem olhar para o que fazia e sim continuar explicando aos educandos sobre o cuidado com as influências externas tanto oral quanto gestual. Em seguida pediu que passassem a tesoura aos colegas da mesma forma que fizeram com o cordão, onde o objetivo era causar dúvidas pessoais e colaboração em grupo.

Ela expõe que alguns educandos cortaram os cordões por não prestar atenção, outros por sua influência e de seus colegas. Ela parabeniza a turma T2 que obteve sucesso pela atenção, questionamentos, organização e cuidado durante a atividade.

Thais explica que um dos objetivos foi mostrar a importância de filtrar as questões externas que não agregam na vida, assim como, questioná-las caso não concordem ou gerem dúvidas. 

“É preciso observar e absorver somente o necessário para levar ao bem, onde ressalta a importância de escutar bem o que as pessoas falam e analisar as ações para não sermos induzidos ao erro. Dinâmicas de grupo está sendo essencial em nossas aulas, pois além de aprenderem eles se divertem muito”, comenta a educadora.

Almofadas pintadas dão “tom” nas atividades do Artesanato



Educandos do projeto Trabalho Educativo Artesanato realizaram a produção de almoçadas de tecido algodão cru. Através de medida, marcaram o tecido, recortaram com moldes retirados da intranet ou revista, marcaram o desenho e com tinta para tecido iniciaram as pinturas.


A educadora Andréa Fadini está admirada com a criatividade de cada um, já que as cores e detalhes ficam por conta dos educandos. “O objetivo é incentivar o gosto pelo artesanato e desenvolver trabalhos para Feira de Natal”, revela Fadini.


Trabalhando com as frutas e seus reaproveitamentos no Calábria

Entre os dias 12 e 16 de novembro, o educador Jorge Ortis, da Oficina Trabalho Educativo - Lanches Rápidos, trabalhou com os educandos as diversidades das frutas, desenvolvendo receitas como: saladas de frutas, sucos e aproveitamento das cascas.


O objetivo foi trazer a importância de uma alimentação saudável e saborosa. As cascas foram utilizadas para a água aromatizada e com as frutas elaborou-se um delicioso bolo de morango, onde também trabalharam as combinações das frutas e hortaliças,- executando um saboroso suco Detox.


Os aprendizes puderam observar que tudo pode se tornar criativo, atrativo e trazer equilíbrio ao organismo. Tendo em vista que os educandos da Oficina Lanches Rápidos realizam alguns trabalhos na horta, o educador demonstrou a importância do aproveitamento utilizando os bagaços e partes não aproveitáveis das frutas como adubagem.

Educandos assistem peça Um certo Cavaleiro errante e sua linda Flor

Educandos do Educação Integral - Construindo Futuros prestigiaram na última quarta-feira, 14/11, o espetáculo Um certo cavaleiro errante e sua linda flor, da Cia. teatral Tem Gente no Palco, de Veranópolis, no Teatro Bruno Kiefer, da Casa de Cultura Mario Quintana.



“A peça é muito linda, um resgate da cultura gaúcha, com muita poesia, músicas, lendas e contos gauchescos. Uma verdadeiro compartilhamentos de conhecimentos sobre nossa cultua de forma lúdica”, revela a educadora da turma.


O espetáculo, de título homônimo, encontra na história cultural e folclórica do RS a base para sua construção, recontando lendas como "Negrinho do Pastoreio", "Salamanca do Jarau" e contos gauchescos de João Simões Lopes Neto. 

A história passa a ser costurada por canções cantadas ao vivo e a figura do gaúcho é apresentada de forma lúdica, leve e poética, em uma releitura do mais nobre cavaleiro da literatura: Dom Quixote de Miguel de Cervantes. Nesse resgate da cultura gaúcha, pleno de simbologias e dramaturgia autoral, Um certo Cavaleiro errante e sua linda Flor emociona, diverte e questiona princípios e valores de uma tradição secular. 

Enfeites de Natal no Calábria

Durante o mês de novembro o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, com orientação da educadora Marisol Ribeiro, iniciaram as atividades em comemoração do Natal. Os jovens dedicaram-se a produção de árvores de Natal com muito brilho e cores.
“A atividade foi muito proveitosa, pois além de entusiasmar as crianças a entender o sentido real do Natal e se alegrarem com o nascimento de Jesus, ainda serviu como uma socialização entre os educandos que se empenharam em escutar e dialogar com seu grupo para realizar um lindo trabalho”, comenta a educadora da turma Marisol.

Educandos do Calábria aprendem sobre o programa Lightshot


Educandos do Calábria do curso de informática, com orientação do educador José Maciel, aprenderam a utilizar o software LightShot, que é um software de captura de telas.


A atividade tem como objetivo praticar a instalação de programas de computador e exercitar suas funções, pois serão úteis para captura, ajustes e personalização de telas nas diversas atividades que serão propostas.


Segundo o educador da turma, os educandos puderam ter contato com uma das ferramentas mais atuais para capturas de telas. Trabalharam os recursos que ela disponibiliza para enriquecer a imagem tornando mais específica e trabalhada, atendendo assim as necessidades do educando para solucionar uma atividade.